segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Museu Oscar Niemeyer
Exposição "Percurso Afetivo" Tarsila do Amaral

Tarsila é uma figura emblemática para a compreensão do Modernismo no Brasil e de tudo o que se seguiu a ele. Formando o chamado “Grupo dos 5”, ao lado de Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Anita Malfatti e Menotti del Picchia, a artista tem seu nome registrado na história da arte brasileira como a vanguardista. A partir do final dos anos 1920, envolvendo-se de forma direta nos movimentos Pau-Brasil e Antropofágico, ajudando a dar um contorno único e especial à cena cultural brasileira.

O caminho afetivo impregnado na obra de Tarsila do Amaral (1886-1973) é o foco central desta exposição. A partir da descoberta do Diário de Viagem – da década de 1920, com desenhos e impressões das viagens que a artista fez pelo Brasil e pelo exterior – o curador Antonio Carlos Abdalla traçou o percurso da mostra e definiu a seleção a ser apresentada em Curitiba (PR). A obra de maior destaque é Antropofagia, produzida em 1929. Procissão, de 1954, a segunda versão de A Negra, iniciada em 1940, e o Estudo para A Negra, em nanquim sobre papel, são outras importantes surpresas da mostra.

São 57 trabalhos em exibição, entre desenhos, pinturas e gravuras em metal provenientes de acervos de museus de São Paulo e Bahia e de coleções particulares de São Paulo e Rio. E, com sete metros de comprimento, "Procissão" nunca foi exposta fora de São Paulo porque é muito grande. A tela só foi exibida no 4° Centenário de São Paulo, em 1954.


Museu Oscar Niemeyer
Acervo: 57 obras
Período: de 04/07 à 05/10


Maiores informações, acesse o site:

3 comentários:

Anônimo disse...

Franz Kafka...gosto das obras da Tarsila do Amaral e de outros brasileiros como: Lygia Pape, Lygia Clarke, Hélio Oiticica, Vik Muniz entre outros.
Curto o fato dela conseguir colocar referências da cultura brasileira e indigena o lançe dos seu traços em seus desenhos que me lembra algo + de criança...outros artistas também possuem essa sensibilidade ao longo da história da arte.
Ótima oportunidade para vcs verem os trampossss dela...confesso que nunca vi ao vivo e a cores + gostaria...to precisando ir a exposições!
Até +

Anne Elise disse...

Oi, Franz, queridão!!!

Pois, é...eu vi a exposição na Pinacoteca...em uma das vezes que estive em SP...em março, se não me engano...
Mas, vi super rápido por causa da multidão que estava no local...
Agora, tenho a exposição "só pra mim"...rs!!!

Super beijos...

Anônimo disse...

Franz Kafka...legal isso, falando em exposições e antropofagia...no tim festival terá este ano á banda MGMT...que no seu 1 single, faz visualmente falando uma comtemplação dos mitos e isso também está incorporado no som da banda.
Até +