sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Em "visita" a São Paulo
01-03/08/08

No Vai e Vem do Metrô
Raquel Martins

"No vai e vem do metrô
procuro o teu amor...

Conheci uma menina
na estação da Vila Madalena
Numa tarde de sexta-feira
quando voltava do cinema
Ela me disse que vinha da Penha,
que pegou a linha vermelha
Fez baldeação na Sé
que as 7 horas tava muito cheia...

Desembarcou no Paraíso
empurrada pela grande massa
De pessoas espremidas,
saiu toda amarrotada
Ela sai todo dia de casa
às 5 horas pra trabalhar
E no metrô sempre lotado
nunca encontra lugar pra sentar...

Do Jabaquara ao Tucuruví,
Corínthians-Itaquera, Barra-funda
Munca mais ví a menina
que me deixou uma saudade profunda,
ela sabe como ninguém
Sair toda linda e elegante do trem
No meio daquela muvuca,
chacoalhando naquele vai e vem

Eu só uso a linha verde pra passear pela Paulista
Ir a um teatro na Consolação,
no Trianon dar uma de turista
Depois que comheci essa menina
vejo o metrô de forma bem diferente
Aprendi a dar muito valor
à rotina dessa gente..."

4 comentários:

Anônimo disse...

Franz Kafka...depois da turnê por SP, relamente nas estações se encontra de tudo, interligados por caminhos diferentes!
É maneiro andar de metrô e tudo +
Até +

Anne Elise disse...

Com certeza...quem sabe fazemos um outro tour daquele???!!!...rs!!!

Anônimo disse...

Franz Kafka...sim estarei aqui aguardando e tal, essa conexão via estações de metrô.
Até +

Anne Elise disse...

Tudo pode acontecer nesta cidade imensa...