terça-feira, 29 de julho de 2008

Trechos de "Pense e Dance"
Barão Vermelho

"Penso
Como vai minha vida
Alimento, todos os desejos
Exorciso, as minhas fantasias
Todo mundo tem um pouco
De mêdo da vida...

Prá que perder tempo
Desperdiçando emoções
Grilar
Com pequenas provocações
Ataco, se isso for preciso
Sou eu quem escolho e faço
Os meus inimigos...

Saudações, a quem tem coragem
Aos que tão aqui

Prá qualquer viagem

Não fique esperando

A vida passar tão rápido
A felicidade

É um estado imaginário...

Não penso
Em tudo que já fiz
E não esqueço
De quem um dia amei
Eu desprezo
Os dias cinzentos
Eu aproveito prá sonhar
Enquanto é tempo..."

3 comentários:

Anônimo disse...

Franz Kafka...sim viver e pensar na vida e algo complicado mesmo, entre tantas outras coisas que fazem parte dela...isso faz me lembrar que de certa forma se antes a tempos atrás o problema era a falta de liberdade, hj essa liberdade que nos foi afirmada dentro da história e das relações humanas com a vida, pareçe nos ser o nosso problema, por ñ sabermos oke fazer com a vida e a liberdade adquirida.
Até +

Anônimo disse...

Franz Kafka...a imagem usada no post lembrou-me o pintor Sandro Botticelli, com seus quadros.
Até +

Anne Elise disse...

Fábio...

"Todo mundo tem um pouco de medo da vida..."...
E, eu estou aprendendo a deixar o passado no passado e seguir sem medo de ser feliz...

Fico bem "cabreira" com pessoas que dizem que "querem ser feliz no futuro"...por que "no futuro"????...
Como cantava Renato Russo: "La Vita è Adesso"...a vida é agora...

Sim, Botticelli...grande mestre...

Beijos...